quarta-feira, 21 de setembro de 2011

### CLÃS VAMPIRES ### ( Assamitas / Brujah / Gangrel / Glovanni / Lasombra / Malkavian / Nosferatu / Ravnos / Setites / Toreador / Tremere / Tzimisce / Ventrue)



ASSAMITAS
História do Clã
Das terras aridas e desertas do Este vêm os Assamite, e trazem com eles uma onda de terror. Os Assamite são conhecidos no seio da sociedade dos vampiros, como um clã de assassinos sanguinarios, trabalhando para quem quer que seja, desde que sejam bem pagos. O preço que eles cobram pelos seu serviços é o "vitae" de qualquer outro parente; para os Assamite, magias são o maior sacramento.
Os Assamite tendem a evitar os assuntos do Camarilla e do Sabbat, trabalhando para as duas facções dependendo dos objectivos que pretendem alcançar. Eles circulam por entre as cidades dominadas pelas duas facções; para os outros parentes, os Assamite são lhes especialmente uteis para a matança dos seus rivais, fazendo caçadas de sangue aos clãs, castigando os indesejaveis e infiltrando as bases dos rivais. No entanto, os Assamite raramente formam alguma verdadeira aliança com outros clãs, pois eles consideram que os outros filhos de Caine são inferiores. Ao contrario dos outros clãs, os Assamite não proclamam ter um fundador de terceira geração. Em vez disso, acreditam sim que o seu fundador pertencia á segunda geração, fazendo com que todos os outros filhos de Caine sejam nada mais do que copias defeituosas deles mesmo.
Em noites que antecederam a formação do Camarilla e do Sabbat, os Assamite praticaram largamente diabruras, sempre na esperânça de se aproximarem do "Primeiro", como eles se referem ao seu mitico fundador. Enquanto se sucedia a revolta anarquica, e o Sabbat e o Camarilla nasciam das cinzas, muitos dos antigos mais poderosos ficaram apreensivos enquanto assistiam os assassinos canibais a perseguir os seus lugares na hierarquia. Utilizando a ajuda dos Tremere para amaldiçoar o sangue dos Assamite, o Camarilla oprimiram o clã de maneira a que eles ficassem incapazes de consumir o vitae de outros parentes. Incapazes de fazerem façe a união dos Camarilla, os Assamite submeteram-se a esta indignidade. Os poucos que não aceitaram este destino, foram se juntar ao Sabbat.
Aqueles que lidam com regularidade com os Assamite, têm sentido grandes perturbações entre o clã. O maior sinal desta suspeita é o recente engano do feitiço do sangue do clã pelos Tremere. Libertos da mistica prisão que não os deixava praticar bruxarias, o clã começou uma vez mais, uma campanha de assassinatos e de canibalismo. Agora os Assamite matam os outros parentes mesmo sem provocações.
O clã assumiu como um todo, uma atituda mais agressiva. Visto que os Assamite não faziam mais acordos numa victima que levava a melhor os seus assassinos, o clã pode agora despojar a victima, e por vezes fazem-no com um fervor sem paralelos. Similarmente, os Assamite já não mais respeitam o costume antigo des pagamento de dizimas aos seus soberanos. Nestas noites de inferno iminente , não ha lugar para preguiçosos Assamite que descançam á sombra dos louros obtidos.
Precisamente o que os Assamite querem, permaneçe desconhecido. Certamente, os Assamite têm exercitado os seus músculos em ambas as arenas fisicas e politicas, tendo os agentes secretos do clã saído dos seus abrigos nas cidades onde os vampiros dominantes ficaram preguiçosos e estupidos. A presença do clã nas cidades da India e do Medio Oriente é mais forte do que qualquer outro parente ja imaginara. Visto que outros parentes viram em tempos os Assmite como honraveís e uteís funcionários, hoje em dia têm receo do clã.
Facção: Os Assamite desprezam de igual forma o Sabbat e o Camarilla. Alguns Assmite permaneçem entre os Sabbat, e existem ainda uns poucos solitarios dispersos pelo Camarilla.
Aparência: os Assamite tendem a usar algo com estilo mas prático. Narizes curvos, cabelo escuro e fino, as linhas graciosas predominam por entre o clã, embora os parentes Africanos obviamente tenham mais caracteristicas com os Nubíos. Recentemente, alguns ocidentais têm sido introduzidos no clã, apesar disso continuam a ser a minoria. Estes individuos quase que podem ter todas as aparências possiveís, pois eles são escolhidos pelas perícias e não pelo seu aspecto. A pele dos Assamite vai-se tornando mais escura (ao contrario dos outros vampiros, cujas peles se vão tornando mais palidas com a idade); os mais antigos do clã Assamite já têm o tom de pele igual á dos Africanos.
Abrigos: A maioria dos mais antigos do clã fizeram a sua residência em Alamut, a fortaleza do clã, que fica situada num cume de uma montanha algures na Turquia. Os parentes estrangeiros tipicamente escolhem também eles sitios remotos e inacessiveís para se assegurarem de que não recebem visitas inesperadas.


Brujah
A História do Clã


O clã Brujah é largamente constituido por rebeldes. Individualistas, sinceros e violentos, os Brujah têm alguns dos mais violentos vampiros do Camarilla. muitos dos outros vampiros vêm os Brujah como nada mais do que uns punks e descrentes.
Os Brujah adoptam paxões e causas, que apoiam com todas as forças e seguem com toda a convicção. Alguns deles seguem os passos de alguns membros mais carismaticos do seu clã, enquanto que outros preferiam o provocador individualismo. O clã proclama uma historia rica em guerrieros-poetas, e este conceito foi adoptado por eles para as noites modernas: muitos dos Brujah adoram ter uma oportunidade para expremirem a sua mentalidade, e depois satisfazerem-se com um pouco de destruição para ilustrarem bem os seus pontos de vista. Tendo um inimigo em comum, os Brujah, mesmo que com ideais completamente diferentes lutarão lado a lado para se oporem ao seu adversário. Quando o inimigo for derrotado, as alianças desfazem-se e tudo volta ao normal.
Os Brujah acrediam no comportamento caotico e perturbado para fazer passar as suas ideias. De facto, dos Brujah espera-se sempre uma certa incoerência e uma incitaçao a desordem; Este comportamento so ajuda os membros mais eloquentes e de boa reputação, quem não precisam de recorrer a violência para explicar os seus argumentos.
Os Brujah são a parte fisíca do Camarilla. Alguns membros do clã vêm-se como uma instituição dentro da comunidade Camarilla, e circula por entre o clã algo mais do que uma simples inquietação. Os outros clãs acreditam que os Brujah seriam os primeiros a abandonar o Camarilla. Os Brujah acreditam no mesmo...
Facção: A maioria dos Brujah pertençe ao Camarilla. Os Brujah também suportam os anarquistas, muito mais do que o próprio Camarilla. Na realidade, os anarquicos tem mais membros do clã Brujah, do que todos os membros de outros clãs juntos.
Aparência: Os Brujah vairam muito de aparência, se bem que a maioria adopta por um estilo radical e arrojado. Se fossemos idealizar a letra o tipico Brujah, este estaria vestido de um blusão motard, calças de ganga esfarrapadas, botas de tropa e um penteado assustador. Na verdade, poucos Brujah se assentam naquela imagem. Jovens, com roupas da moda e penteados notaveis são varias vezes encontrados entre os Brujah, mas outros preferem guarda roupas mais elegantes para que os outros os encarem a sério. No fim de contas, a aparência de um Brujah reflecte a sua personalidade: Um Skinhead é muito provavél que seja um rebelde e anarquista, Enquanto que um individuo de aparência respeitavel vestindo um fato, pode muito bem ser um reformista ou liberal. Note-se que, qual quer que seja a aparência de um Brujah, dado a sua nao-conformidade, qualquer supusição baseada pela aparência pode ser potêncialmente perigosa. Os Brujah aparentam-se como quiserem.
Abrigos: Resumidamente: Onde eles bem quiserem. Mais do que qualquer outro clã, os Brujah não se importam de dividir o seu espaço com outros clãs. Os Brujah têm sempre mais do que um abrigo, pois como estão quase sempre em conflicto, poderia-se tornar impossivél voltar sempre ao mesmo refugio em segurança. Alguns Brujah tem a pratica urbana de invasão de casas, dominar ou matar os ocupantes e ficar com a casa. Contudo, a invasão de casas raramente suscita o interesse dos Brujah, e eles mudam-se bastante, sempre que se cançam de determinado sitio.


GANGREL
História do clã
De todos os vampiros, os Gangrel são provavelmente aqueles que são mais fieis as suas origens. Estes nómadas solitarios rejeitão o constragimento das sociedades, preferindo o conforto de areas mais desertas. A maneira de como eles se safam a ira dos lobisomens é desconhecida; talvez tenha alguma coisa a haver com o facto de os Grangel conseguirem mudar as suas formas. Quando um mortal fala de um vampiro que mudou a sua forma para um lobo ou um morcego, ele refere-se muito provavélmente a um Gangrel.
Tal qual como os Brujah, os Grangel são guerreiros ferozes; por outro lado, a ferocidade dos Gangrel não vem dos ideais rebeldes e anarquicos dos Brujah, mas sim de instinctos animais. Os Gangrel estão entre os mais predadores de todos os clãs, e adoram a excitação de uma caçada. Eles tem um profunda compreensão da Besta que existe nas suas almas, e preferem passar as noites em comunicação com os animais que eles encarnam. De Facto, os Gangrel são tão harmoniozos com as Bestas que encarnam, que quando se envolvem demasiado, apareçem-lhes pelo corpo varios traços fisionomicos dos animais.
O clã tem pouco contacto com, ou consideração, pelos outros parentes. Isto pode dever-se ao facto de desejarem evitar as armadilhas dos Jyhad, mas é mais provavél que seja apenas puro desinteresse. Certamente, os Gangrel são vistos como um clã tranquilo, taciturno e fechado. Apesar de isto ser verdade para todos os membros do clã, denota-se nos Gangrel uma certa ostêntação como as dos Toreador ou Ventrue.
Os Gangrel têm uma ligação muito forte com os ciganos, adoptando muito da sua cultura, como a fala e as suas maneiras. Rumores especulam que os ciganos são de facto descendentes dos antediluvianos que fundaram o clã Gangrel. Assim sendo, como dizem os rumores, aquele que magoar ou arrastar um cigano para o seu clã, ira sofrer a furia dos anciãos. Obviamente os vampiros do clã Ravnos ignoram este rumor de proibição, tendo os Ravnos e os Gangrel uma relação de odio uns pelos outros.
Facção: O clã Gangrel é normalmente dos Camarilla, apesar de existirem alguns membros dos Gagrel nos Sabbat. A maioria dos Gangrel não se mostra preocupado com as facções, havendo rumores de uma completa separação dos Camarilla.
Aparência: O rigido estilo de vida dos Gangrel e a sua falta de interesse pela moda, faz com que eles se pareçam grosseiros e selvagens. Junte-se isto ás caracteristicas animalescas comuns entre o clã, e os Grangel por vezes pareçem completamente assustadores. Alguns mortais e parentes, acham uma certa beleza predadora nos Gangrel, mas isto pode induzi-los em erro quanto ás verdadeiras intenções dos Gangrel.
Abrigos: Muitas das vezes os Gangrel não tem abrigos permanentes, dormindo onde quer que encontrem um abrigo do sol. Os Gangrel possuem a mestria mais que suficiente da disciplina Protean, dormem no chão dos parques e em outros sitios com terra natural. Apesar de que muitos dos Gangrel viajam de terra em terra, preferem repousar ao relento, eles são também tão vuneraveís aos ataques dos lobisomens como os seus outros parentes, vendo-se as vezes forçados a ficar confinados em recintos urbanos.

GIOVANNI
HISTÓRIA DO CLÃ
Os Giovanni são respeitosos, delicados e de boas maneiras. Ricos para além da imaginação, o clã Giovanni seguiu as suas origens até antes da época da Renascença, até uma familia de principes mercadores. O clã ainda mantêm o seu lar original em Veneza, numa galeria quase milenar mesmo no limiar do coração da cidade. Nenhum outro clã manifesta uma tão grande humildade e dignidade, como os Giovanni o fazem. E nenhum outro clã esconde também os seus blasfemos segredos como eles.
De acordo com as historias que correm no Camarilla e no Sabbat, o dinheiro dos Giovanni estragou a familia. Surpreendentemente, a familia demonstrou uma grande aptidão para negociar com os mortos , e as suas recem descobertas habilidades chamaram a atenção de um já esqueçido Ante-diluviano. Os vampiros adoptaram o mais importante da familia, Augustus Giovanni, e introduziram-no no mundo dos Amaldiçoados. Este particular Ante-diluviano, tal como as lendas dizem, tem um profundo interesse pela morte, e a adopção de Giovanni e da sua familia foi com a intenção de promover um maior conhecimento para os vampiros, daquilo que existe do outro lado dos muros da mortalidade.
Os planos dos anciões resultaram melhor, embora tenham corrido de maneira diferente daquilo que que intencionavam. Augustus, um assassino cruel e mercador mercenário, viu a oportunidade para agarrar o poder do seu debelitado senhor e fe-lo, caçando e matando todos os seus descendentes ante-diluvianos também. Depois de ter bebido o sangue dos anciões, Augustus tornou-se um membro da Terçeira Geração e fundou o seu proprio clã, os Giovanni.
Os outros vampiros reagiram com horror, e por um século, os "parentes demónios" Giovanni foram expulsos e exterminados de todos os lugares em que se encontrassem. Por Fim, os Giovanni assentaram-se com os recem formados Camarilla e concordaram numa trégua mutua. Esta trégua assegurou que os Giovanni não participariam no Jyhad e deixariam os em paz os outros clãs. Os Giovanni concordaram, evitando assim o genocidio por que eles iriam de certeza passar.
Tirando partido da falta de envolvimento dos outros vampiros com os Giovanni, o clã continuou calmamente a acumular riqueza e poder, praticando a sua Disciplina de Nigromancia (o dom de adivinhar pela evocação dos mortos). Alguns acreditam que o clã esta ocupado na pratica de propósitos altruistas, e recentes movimentos mundiais dos Giovanni têm deixado muitos parentes preocupados. Com todo o dinheiro e com todas aquelas almas colhidas, algo está no horizonte; é um vento ruin que sopra de Veneza.
Membros do clã Giovanni são igualmente membros da familia Giovanni, e aqueles que não foram adoptados muitas vezes trabalham para os seus parentes como demónios. O laço familiar - os membros do clã estão ligados por sangue duas vezes - assegura completa lealdade da parte dos Giovanni. Estando concentrados principalmente na Europa, os Giovanni recentemente têm vindo a se expandir no mercado mundial, e o clã pareçe estar mais produtivo nos utlimos tempos.
Aparência: Os Giovanni matêm um aspecto tipicamente apresentável e respeitável. A maioria do clã, devido ás suas origens Italianas, tem feições Europeas, incluindo a textura da pele, desde muito claros a morenos, cabelo preto e estatura sólida. Os Giovanni tendem a vestirem-se bem, mas não com excessos, preferindo ter um visual mais subtil a um visual ostentoso.
Abrigos: Os Giovanni preferem abrigos compativeís com a sua riqueza. Mansões, casas pomposas e apartamentos bem equipados, servem perfeitamente aos Giovanni, mas apesar disso é raro o Giovanni que não mantenha um segundo abrigo de reserva num esgoto ou num cemitério. Alguns Giovanni envolvem-se no poder de estruturas médicas e fazem dos hospitais os seus abrigos, visto existir muitos esconderijos e precioso sangue que pode ser usado sempre que lhes apeteçer.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Só vim aqui para relembrar esse blog esquecido! (Mensagem não foi)

    ResponderExcluir